O AMOR COM OS BEBÊS TAMBÉM VEM DOS LIVROS

 07/01/2019

Formar leitores apaixonados já na primeira infância é um desafio constante na vida de pais, professores e alunos na atualidade, o gosto pela leitura deve ser introduzido na vida do ser humano o mais rápido possível, uma criança estimulada a manusear livros, gibis, revistas em quadrinhos, vai aos poucos se familiarizando com o mundo da leitura, o que lhe possibilitará ampliar os horizontes cognitivos e imaginativos no ambiente escolar e fora dele.

            Existem pesquisadores como o professor David Dickinson, que apontam que a leitura desde o berço tem um poder transformador, melhora o relacionamento entre pais e filho, estimula a atenção, a memória, as habilidades motoras e o vocabulário, trata-se de uma abertura gigantesca no campo de percepção do leitor.

            O contato com o cheiro do papel, com o folhear das páginas, a riqueza das ilustrações que vão ajudando a formar uma nova história, essa é uma experiência incrível...

            Você sabia que esta dinâmica também se aplica para os pequenos de 0 a 3 anos? E tem mais, ainda traz benefícios!

            Essa é a nova recomendação de lugares como a Academia Americana de Pediatria (AAP), baseada em muitos estudos que comprovam que ler para o seu filho já a partir do nascimento, é uma prática que estimula o cérebro e reforça o vínculo.

            Tão importante como descobrir novas histórias, é a criança se apropriar do ritual da leitura, o bebê precisa entender que o momento da leitura, é um momento onde a atenção dos pais é só dele, é assim que ele vai começar a buscar novas histórias. É importante ressaltar que para que isso aconteça, os pais devem estar com a mente livre do mundo exterior, ser parte da história.

            Quando se fala em desenvolvimento da linguagem a partir da contação de histórias, os resultados são inúmeros e praticamente inquestionáveis. Os pequenos Alpha desta nova geração que nunca viram o mundo sem a internet e os celulares, ao mesmo tempo, carecem de um incentivo ainda maior para práticas como a leitura, a interpretação e o uso da imaginação. Os videogames são capazes sim de trabalhar tudo isso, mas não como os livros.

            O ato de ler é um processo complexo e que abrange perspectivas sociais, culturais, afetivas, biológicas e neurológicas, o leitor interage com o texto e com o mundo ao mesmo tempo, a leitura desde a primeira infância deve buscar sempre o caminho da contribuição para a formação de uma criança. É desmistificando o contato com o livro, que os pequenos estão cada vez mais prontos para terem acesso ao conhecimento de várias formas.

            Num mundo de diversas linguagens e plataformas, tornar o hábito da leitura um prazer em nossas vidas é um desafio, quanto mais sementes semearmos agora, mais frutos colheremos no futuro.

Ótima semana a todos.

Curta Nossa Página

Dúvidas e orçamentos ?


Nosso Endereço

Rua Tiradentes, 371 - Centro, Espírito Santo do Pinhal - SP
CEP: 13990-000

Olá, posso ajudar?